20 de maio de 1498: Vasco da Gama descobre o caminho para a Índia

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Vasco da Gama
Fotografia: captura de ecrã youtube.com, video Descoberta do Caminho Marítimo para a Índia | A rota, canal CCM - Comissão Cultural de Marinha

Vasco da Gama é um navegador português que é bem conhecido em todo o mundo. Suponho que já não existe pessoa que não ouviu, ao menos uma vez, o nome dessa grande personalidade sem a qual o descobrimento do caminho marítimo para a Índia teria lugar muitos anos a seguir.

Quem foi Vasco da Gama?

Vasco da Gama foi um navegador português cujas viagens abriram a via marítima da Europa Ocidental para a Ásia. O explorador nasceu em 1460, no Sines, Portugal e faleceu no dia 24 de dezembro de 1524 na Índia. Ele foi o terceiro filho de Estêvão da Gama, que tinha a posição de um pequeno nobre provincial, e da Isabel Sodré.

Em 1492, o rei João II designou da Gama a ir para Setúbal e para o Algarve a fim de capturar os navios franceses que estavam em retaliação para atacar a navegação portuguesa, embora estivessem em tempos de paz. Vasco da Gama conseguiu completar a missão com sucesso.

Como Vasco da Gama descobriu a via marítima para a Índia?

Em 1497, depois da coroação do rei Manuel I, o sucessor do rei João II, da Gama foi escolhido para ser o líder de uma frota portuguesa que ia partir para a Índia. O objetivo era descobrir uma via marítima que começasse na Europa Ocidental e acabasse na Ásia. O explorador navegou de Lisboa naquele julho com quatro vasos.

Da Gama e a sua frota passaram pelas Ilhas Canárias no dia 15 de julho e chegaram a São Tiago, que hoje é conhecido sob o nome de Santiago, nas Ilhas Cabo Verde, no dia 26 de julho. O navegador e a sua frota ficaram ali até o dia 3 de agosto e depois partiram de novo, mas desta vez, para evitar as correntes do Golfo da Guiné, da Gama decidiu tomar um longo desvio pelo sul do Oceano Atlântico.

 

 

No dia 8 de dezembro, eles começaram a navegar de novo. No dia do Natal, o explorador chegou a uma costa a qual ele nomeou a costa de Natal. No dia 25 de janeiro, chegou ao Rio Quelimane que o navegador e as suas frotas chamavam o Rio dos Bons Sinais e estabeleceram um padrão naquele lugar. Infelizmente, a expedição teve que ser adiada por um mês, porque uma boa parte da sua tripulação ficava constipada com escorbuto.

Contudo, durante esse tempo, eles conseguiram reparar os navios que sofreram danos e no dia 2 de março a frota chegou à Ilha de Moçambique e os moradores da ilha pensavam que as tropas portuguesas eram muçulmanos como eles. O sultão de Moçambique ofereceu a Vasco da Gama dois pilotos, mas um deles o abandonou quando descobriu que os portugueses eram cristãos, e não muçulmanos.

No dia 7 de abril, eles chegaram à Mombaça. No dia 14 de abril, levaram com eles um piloto gujaráti que sabia a via para a Calecute. Depois de 23 dias, da Gama e as suas frotas chegaram à Calecute e o navegador estabeleceu um padrão para mostrar que foi ele quem realmente conseguiu encontrar o caminho marítimo para a Índia. Portanto, depois de termos visto todas essas informações, podemos dizer que o caminho para chegar à Índia não foi nada fácil.

 

 

Como é que Vasco da Gama se relaciona com os moradores de Calecute?

Parece que Vasco da Gama falhou em concluir um tratado com o líder de Calecute que achou da Gama mal-educado e foi ofendido pelos seus presentes insignificantes. O que é mais preciso para acrescentar aqui é que o navegador enganou-se e pensou que os hindus eram também cristãos e eventualmente, o explorador partiu da Índia com alguns hindus para que o rei Manuel I os conhecesse.

Com respeito à sua viagem de volta, ele perdeu uma boa parte da sua frota porque eles morreram por escorbuto. Vasco da Gama teve três grandes viagens ao todo e em janeiro de 1502 recebeu o título de almirante. Apesar das suas falhas no que diz respeito às relações com os hindus, a contribuição que Vasco da Gama trouxe para a exploração do oriente não pode ser negligenciada porque o navegador trouxe um grande prestígio a Portugal com o seu descobrimento do caminho marítimo para a Índia.

Caso estejas interessado pelos descobrimentos feitos no mar, lê também este artigo sobre o Cristóvão Colombo e como ele mudou o nome das Ilhas Cayman.

Referencias:

 412 total views,  2 views today

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *