“O Alquimista” – um livro globalmente traduzido

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Assim como, a Bíblia e O Pequeno Príncipe, a parábola, O Alquimista, escrita por Paulo Coelho foi traduzida em 81 línguas desde o seu lançamento em 1988, conforme à edição romena de 2018, publicada pela editora Humanitas.

O escritor brasileiro, Paulo Coelho, é considerado um dos mais conhecidos e apreciados romancistas do mundo, os seus livros sendo traduzidos em 81 línguas e editados em mais de 170 países. Até neste momento atingiu um número de venda mais grande de 225 milhões de exemplares, mas antes de ser un romancista tão popular, ele foi um hippie rebelde, um autor dramáticojurnalista e poeta. Contudo, hoje em dia, o mundo conhece-o só como romancista e especialmente pela sua parábola O Alquimista.

O Alquimista
O autor brasileiro Paulo Coelho
https://commons.wikimedia.org

Este livro, na sua essência muito simples, narra a história de vida de um jovem andaluz que se chama Santiago. Ele é um pastor húmilde que passeia pelas vales da Andaluzia com as suas ovelhas. Durante um dia sonha com um tesouro algures em Egipto, perto das pirâmidas. Ao início, Santiago ignora o sonho e continua a sua vida tranquilamente, mas num dia encontra um rei, na cidade de Tarifa. O velho rei fala com Santiago sobre o seu sonho e aconselha-o com seguir a sua lenda pessoal, representada pelo sonho. Assim, o pastor começa a sua aventura, vende o seu rebanho por dinheiro e deixa a sua terra natal na busca do tesouro.

Na sua viagem, Santiago encontra obstáculos, como em Tânger, onde é roubado por causa da sua ingenuidade. Assim, a sua aventura para por algum tempo e arranja um emprego numa loja com cristais. Quando juntou suficiente dinheiro partiu de novo rumo às pirâmidas, onde estava localizado o tesouro nos seus sonhos. A próxima paragem é em Oásis, onde conhece a Fátima, por quem se apaixona. Aqui, Santiago conhece um alquimista que o ajuda encontrar o seu tesouro.

No final da obra, o húmilde pastor entende que o seu tesouro mais precioso encontra-se naquele lugar em que está a sua coração. Assim, Santiago percebeu finalmente que o seu grande tesouro foi aquela jornada através da qual se turnou mais sábio.

Este é a famosa obra escrita por Paulo Coelho que lhe ganhou milhões de fãs, que o colocou no top de bestsellers em mais de 74 países e com mais de 65 milhões de exemplares vendidos até 2017.

O Alquimista, um livro que não teve muito sucesso no seu primeiro lançamento…

Em 1988, Paulo Coelho publicou pela primeira vez o seu livro O Alquimista que foi escrito em apenas duas semanas! Segundo huffpost, a primeira editora desistiu de vender a parábola brasileira, mas Paulo Coelho continuou a esperar que a sua história seja apreciada. Assim, como o seu livro ensina-nos a não desistir dos nossos sonhos, o romancista começou a buscar por outras editoras em Brasil.

Em 2017, quando huffpost publicou este artigo, O Alquimista tinha vendido 65 milhões de exemplares e foi colocado na lista com bestsellers realizada por New York Times por mais de 315 semanas! Também a breve história do Santiago foi traduzida, até 2017, para 80 línguas diferentes, estabelecendo um novo recorde em Guinness World Record para o mais traduzido livro escrito por um autor vivo.

O significado da aventura do Santiago

A aventura do pastor andaluz representa de facto uma metáforasobre a vida. Ensina-nos que em todas as coisas que fazemos há sempre obstáculos. Na mesma maneira, Santiago é roubado em Tânger por causa da sua ingenuidade e desiste da sua aventura. Contudo, não devemos desistir dos nossos sonhos e precisamos continuar a nossa busca, como faz o pastor andaluz.

Vem conhecer a nossa revista, HOLISTIC, e descobre porque é que acreditamos que “a aventura é o nosso combustível”!

Um outro aspeto que a aventura do Santiago ensina os seus leitores é sobre a importância das qualidades que ganhamos durante um percurso pessoal. Assim, entendemos que não só o destino final, aquele “tesourso”, é o único nosso ganho, mas também a viagem em si, acompanhada pelos obstáculos.

Devemos pensar sempre nas qualidades que aprendemos depois duma viagem difícil e que os objetos materiais que obtemos representam só uma pequena parte do nosso prémio inteiro. No mesmo sentido, Santiago descobre que o seu grande tesouro era, de facto, o seu próprio destino, o lugar em que estava a sua coração e os obstáculos que econtra no seu viagem só ajudaram-no tornar mais sábio.

O Alquimista é, na sua forma, uma parábola muito simples e dedicada a todos os tipos de leitores, dado que apresente um problema universal. A jornada do húmilde pastor e o seu desejo de se descobrir faz vários leitores encontrarem na sua história pessoal. Devemos seguir os nossos sonhos para o lugar onde é a nossa coração.

Tenha sempre em mente:

E quando você quer alguma coisa, todo o Universo conspira para que você realize seu desejo.

(Coelho, P. (2018). O Alquimista. Lisboa: 11/17.)

 858 total views,  1 views today

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *